Estudos para a gestão de ativos e passivos em planos CD e CV

Atualmente, é inequívoco que vivenciamos um momento peculiar de transformação e, ao mesmo tempo, desafiante em termos de gestão de investimentos para os planos de benefícios de caráter previdenciário, administrados por entidades fechadas de previdência complementar – EFPC, em especial aqueles regidos sob a modalidade de Contribuição Definida – CD e Contribuição Variável – CV.

Detalhes

Chegou a hora de igualar homens e mulheres?

Na orelha do livro “Demografia: a ameaça invisível”, de Fabio Giambiagi e Paulo Tafner, a jornalista Miriam Leitão relata uma conversa que tivera com uma amiga, que defendia a manutenção da aposentadoria mais cedo para as mulheres, já que, em casa, ela trabalhava mais do que o marido. Em resposta, a jornalista disse à amiga que ela estaria imputando ao Estado o custo de uma relação machista, insinuando não fazer qualquer sentido esta regra benéfica às mulheres.

Detalhes

Recuperamos a liderança e deixamos a China e o Chile para trás

O leitor que, ao ler o título desta coluna, se entusiasmou com o fato de o Brasil ter recuperado a liderança de algo já tomou um banho de água fria ao saber que, mais uma vez, estamos no topo dos países que têm as maiores taxas de juros do mundo. Com a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) desta última quarta-feira (09/10), a taxa Selic foi estipulada em 9,5% ao ano, taxa esta que, líquida de inflação, chega ao patamar real de 3,5% ao ano, deixando para trás China e Chile, que no último ranking divulgado pela MoneYou, estavam nas primeiras colocações.

Detalhes

Um fator de instabilidade

O tema inaugural deste novo canal de comunicação, que objetiva debater a previdência brasileira, é algo que, no senso comum, desagrada a gregos e troianos, porém, no campo político, é defendido por petistas e tucanos: o fator previdenciário. O pai deste mecanismo é o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que, em 1999, instituiu o fator, por meio de lei de iniciativa do poder executivo.

Detalhes

Retirada de Patrocínio, a Nova Normatização em Debate – Visão Atuarial. 8º ENAPC

Apresentação de Antônio Fernando Gazzoni, Diretor-Presidente da GAMA, feita em palestra no 8º ENAPC (Encontro Nacional de Advogados das Entidades Fechadas de Previdência Complementar), realizado nos dias 13 e 14 de junho, em Salvador. Com participação no 5º Painel, abordou a Retirada de Patrocínio, a nova Normatização em debate e seus aspectos jurídicos fundamentais, sob uma ótica Atuarial.

Detalhes

Os Reflexos do Keynesianismo Brasileiro na Previdência Complementar

É fato que a política econômica brasileira continua a ser fortemente influenciada pelos ensinamentos do britânico John Maynard Keynes (1883 – 1946). Sua teoria, o Keynesianismo, que se contrapõe ao liberalismo econômico de Adam Smith (1723 – 1790), prega o intervencionismo estatal nos diversos setores da economia, ou seja, a existência de um Estado forte e protetor.

Detalhes