cesar

Será a hora de implementar mecanismos de “de-risking”?

Gestão de planos de benefícios previdenciários nunca foi fácil, mas é um trabalho particularmente mais complexo no ambiente atual. Dentre outros fatores, uma combinação de baixas taxas de juros líquidos (juro descontado da inflação) e o mercado de ações altamente volátil faz elevar os riscos envolvidos. Dos administradores, cada vez mais conscientes dos riscos associados…

Detalhes

marianna-nova

Alteração da resolução nº 3792 incentiva a aplicação em infraestrutura e regulamenta os limites de aplicação em ETF.

Foi publicado no Diário Oficial da União do dia 23/11/2015 a Resolução nº 4.449, de 20 de novembro de 2015, emitida pelo Banco Central, na qual são classificados dois novos ativos no segmento de Renda Fixa: as Debêntures de Infraestrutura e as Cotas de Fundos de Investimentos em Renda Fixa. Com objetivo de estimular o…

Detalhes

ygor-3

CNPC recomenda que as EFPC observem critérios responsáveis para seus investimentos

Foi publicado no Diário Oficial da União do dia 23/11/2015, a Recomendação n° 01, de 18 de novembro de 2015, emitida pelo Conselho Nacional de Previdência Complementar – CNPC, para que as EFPC observem critérios de investimento socialmente responsáveis que contribuam com o trabalho decente. A Recomendação é mais um instrumento do governo brasileiro na…

Detalhes

Joao-Marcelo3-POSTS

No ranking dos sistemas de previdência mais robustos do mundo, o Brasil ganha uma posição

Foi divulgado no mês de outubro a edição de 2015 do Melbourne Mercer Global Pension Index. O indicador ranqueia 25 países estudados quanto à robustez do seu sistema de previdência, englobando seus diversos pilares. A Dinamarca manteve o primeiro lugar no ranking, posição que ostenta desde 2013. O Brasil, surpreendentemente, ultrapassou um país europeu e…

Detalhes

fernando

Sancionada a Lei nº 13.183, de 04/11/2015: observem os impactos na legislação previdenciária.

Na última 5ª feira (05/11), restou publicada no Diário Oficial da União a Lei nº 13.183/2015, fruto da conversão da Medida Provisória nº 676/2015. Vale mencionar que a antedita Lei trouxe consigo uma série de vetos presidenciais relacionados, inclusive, os dispositivos alterados e incluídos ao longo do trâmite do processo de conversão da MP, em…

Detalhes

ygor-3

A incidência do PIS e da COFINS nas entidades fechadas de previdência complementar.

Desde as criações do PIS e da COFINS, essas contribuições vêm suscitando infindáveis questionamentos. E não é por menos, afinal, referidas contribuições geram receitas ao erário que não precisam ser repartidas com os demais entes federativos. Logo, a intenção do poder público tem sido aumentar a arrecadação do PIS/COFINS, mediante sucessivas alterações na legislação. Nesse…

Detalhes

Joao-Marcelo3-POSTS

Adesão automática: qual a abrangência da proposta?

Foi anunciado no 36º Congresso Brasileiro dos Fundos de Pensão que tramita no Congresso Nacional proposta que visa instituir a adesão automática no âmbito da previdência complementar. Trata-se de uma medida positiva para o segmento, que, certamente, alavancará os índices de adesão dos planos alcançados pela proposta. Porém, resta a seguinte dúvida: quais os planos…

Detalhes